My Hair (Vevo Live) – Ariana Grande – Análise Vocal

No ano de 2020, a cantora americana Ariana Grande lançou seu álbum Positions e, mais especificamente, a canção My Hair. Hoje falaremos apenas da apresentação ao vivo da Vevo, sem levar em consideração a qualidade da música em si, focando na performance vocal de Ariana. Apesar de eu particularmente adorar a música, temos muitos preconceitos à quebrar quanto à essa apresentação, mas primeiro de tudo vamos ouvir a performance de My Hair novamente:

My Hair (Vevo Live) – Ariana Grande – Análise Vocal

Não é novidade para ninguém o quão incrível vocalista é Ariana Grande. Além de sua qualidade nata como cantora, pois ela possui esse vozeirão desde muito nova, a artista sempre trabalhou para melhorar sua técnica cada vez mais. Não é à toa que suas canções tem se tornado exponencialmente mais elaboradas vocalmente, ainda mais levando em consideração as nuances específicas feitas pela cantora ao vivo, como na turnê Sweetener.

Quanto ao álbum Positions, como um todo e não somente pensando em My Hair, eu diria que ele foi bem mais experimental no quesito som, não apenas vocalmente falando. Inclusive se pensarmos apenas na voz, as músicas desse álbum são medianas em termos de dificuldade (não qualidade musical), o que pode parecer estranho para quem conhece o trabalho de Ariana Grande. A verdade é que a artista sempre teve muita facilidade com sua voz nos agudos e uma vontade absurda de cantar para se divertir, portanto podemos notar que as canções de Positions são “no papel” (ou no estúdio) “fáceis”, mas isso é apenas a porta que a vocalista deixa aberta para brincar com sua voz no palco.

Este é o caso principalmente no single My Hair, onde Ariana Grande repete o refrão final inteiro (que por si não é difícil), porém uma oitava acima do normal, agora sim em um tom que poucos são capazes de alcançar. Antes de falar mais desses agudos absurdos, preciso dar valor também à nota grave que ela alcança em um momento da música, que é um E3 muito bem projetado, assim como o E5 que ela faz, apesar de bem rápido. São notas rápidas porém bem executadas, então nisso vemos um conforto e uma despretensão da cantora.

Agora falando das notas de assobio, whistle notes ou whistle tones que ela alcança (chame como quiser)… Bom, My Hair em si é vocalmente simples, se mantendo em um C#5 na maior parte do tempo, nota que Ariana faz sem nenhum problema honestamente. Levando em consideração a incrível potência, técnica e habilidade de Ariana Grande, o charme da canção é claramente o refrão inteiramente cantado em whistle tone. Então chegamos ao problema da questão…

Ao contrário do que muitos pensam, whistle tones não são exatamente “recomendados”, pois a técnica usada para emitir esses sons é um tanto prejudicial à saúde das pregas vocais. Claro que existem níveis do quão prejudicial é essa técnica, principalmente se considerarmos a excelência de alguns vocalistas, como Mariah Carey, Dimash, Minnie Riperton e Ariana Grande. Em essência essas notas são produzidas quando você “trava” as cordas vocais e força o ar através delas, de fato assobiando com a voz, igual fazemos com a língua e os lábios. O problema de fazer isso com a voz é que este não é o movimento saudável do músculo, portanto o resultado à longo prazo (se a pessoa se descuidar), é uma voz machucada.

Então whistle tones não devem ser feitos?

Tudo na arte é válido como forma de expressão, principalmente na música. De fato, whistle notes são divertidos e impressionantes, portanto a resposta não é “não faça“, mas sim “faça com cautela, técnica e não abuse do recurso“. Se você deseja cantar dessa forma, não trate sua voz com descuido, pois tecnicamente falando, a reprodução desses sons pode ser feita de forma extremamente perigosa e prejudicial à voz.

Ariana Grande tem plena consciência disso e canta My Hair desse jeito, pois gosta do resultado, porém você como fã pode ter certeza que ela não fará essa parte dessa forma em todo show, pelo menos não sem prejudicar sua voz conforme os shows da turnê forem passando. A cantora escolheu cantar um refrão inteiro em whistle notes por alguns motivos…

  1. Primeiro de tudo, ela pode e consegue fazer isso
  2. Segundo, ela quis gravar a versão de estúdio assim exatamente pra deixar marcado
  3. Nada impede que ela faça essa música completamente diferente ao vivo
  4. Mesmo nessa apresentação, foi uma vez apenas, não estamos falando de uma turnê

Não estou falando que whistle notes não devem ser feitos, mas eles nada passam de um party trick, um truque de festa. Algo “inútil” para a carreira vocal, digamos, mas legal se feito dentro de um contexto de uma festa, ou nesse caso, de uma música gravada como My Hair ou uma apresentação específica. O resultado porém é válido e a música fica super legal no final das contas, que é o que importa. Sejamos gratos por esse vídeo para apreciar a arte que Ariana Grande criou com My Hair, porém se seu desejo é se tornar uma vocalista e sua inspiração é Ariana, busque outra canção para treinar e busque outra técnica que não seja whistle notes para se focar.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.